JUDE/Community 5.3 Released

JUDE é uma IDE desenvolvida em Java, e é usada para a modelagem de dados UML de forma descomplicada, rápida e intuitiva.

A versão Community (free) oferece o suporte aos seguintes diagramas:

  • Class Diagram
  • Use Case Diagram
  • Statechart Diagram
  • Activity Diagram
  • Sequence Diagram
  • Collaboration Diagram
  • Component Diagram
  • Deployment Diagram

Depois de feita a modelagem do sistema, é possível fazer a exportação do arquivo no formato Java, HTML ou em forma de imagem: PNG ou JPEG.

A versão Professional 5.3 Released fornece suporte a tipos primitivos C# e exportação em código C#.

Eu sempre usei JUDE para a modelagem de dados e recomendo a todos. O fato de oferecer uma versão free ajuda muito, pois encontramos várias ferramentas comerciais para a modelagem UML com preços altíssimos, e que muitas vezes deixam a desejar. JUDE é leve e fácil de usar. Indicado a todos que trabalham com modelagem de dados ou que tenham a necessidade de utilizar uma ferramenta de modelagem para seus projetos.

Até o próximo post!


OpenXava 3

OpenXava é um JPA Application Engine que permite o desenvolvimento rápido e simples de aplicações J2EE.

Utiliza o padrão MVC, o desenvolver precisa criar somente o Model, pois o Controller é reusável e a View é gerada automaticamente.

Para desenvolver uma aplicação, a pessoa deve criar POJOs com anotações JPA e o resto é por conta do OpenXava.

Exemplo

Vou descrever os passos para rodar um dos projetos de teste que acompanha o pacote que iremos baixar. O projeto se chama MySchool.

  • Descompacte em seu diretório favorito.
  • Apontar o Eclipse para o workspace do OpenXava: File -> Switch Workspace -> diretorioOndeVoceDescompactou/openxava-3.0.2/workspace
  • Executar o Tomcat no terminal:

1) cd /openxava-3.0.2/tomcat
2) ./start-tomcat.sh

  • Adicionar a Visualização Ant no Eclipse: Window -> Show View ->Ant
  • Arraste o arquivo build.xml do Projeto MySchool para a visualização Ant
  • Executar o target ant MySchool.deployWar
  • Aguarde o BUILD SUCCESSFUL no console do Eclipse

Ele é indicado para iniciantes e até experts que desejam produtividade.

Até o próximo!


Subversion 1.5 lançado

Subversion

O Subversion é um sistema de controle de versões livre/open-source que foi lançado para substituir o ultrapassado CVS.
Ele faz a gerência de arquivos e diretórios, funcionando como um sistemas de arquivos. A diferença é que ele grava as modificações feitas, permitindo que os dados sejam recuperados posteriormente.

Características

  • Controle de versão de diretórios
  • Verdadeiro histórico de versão
  • Commits atômicos
  • Controle de versão de metadados
  • Escolha de camadas de rede
  • Manipulação consistente de dados
  • Branching e tagging eficientes
  • Hackabilidade

Alguns ambientes de integração: Eclipse, JDeveloper, NetBeans, VisualStudio.

O Subversion utiliza a política copia-modifica-resolve, mas nas versões atuais há a possibilidade de travamento de arquivos, pois a mesclagem de alguns tipos de arquivos como binários, imagens, arquivos compactados, entre outros, apresentam uma dificuldade maior na momento do merge.

Na versão 1.5 algumas novidades são apresentadas, mas a que mais vai ajudar o programador é o rastreamento automático de Merge, pois não haverá a necessidade de fazer a mesclagem do código modificado “na unha”, como ocorria nas versões anteriores.

Benefícios

  • Melhoria na qualidade do processo de desenvolvimento;
  • Rapidez em modificações
  • Redução dos custos de modificações
  • Capacidade de conduzir várias versões do software
  • Capacidade de recuperar versões anteriores

Até a próxima!


Instalando o Rails no Ubuntu 8.04

Rails

Vou explicar neste artigo como instalar o framework Rails no Ubuntu 8.04.
No artigo Instalando o Ruby no Ubuntu 8.04 expliquei como instalar o Ruby. Caso tenha o Ruby instalado, é só seguir este artigo, senão clique aqui e instale o Ruby.

Instalando Ruby Gems

O Ruby Gems é um gerenciador de aplicativos para desenvolvimento em Ruby, parecido com o apt-get do Debian.

Comando para instalar o Ruby Gems: sudo apt-get install rubygems

Instalando Rails

Vamos instalar o Rails utilizando o Gems, que acabamos de instalar.

Comando para instalar o Rails usando o Gems: sudo gem install rails --include-dependencies

Caso prefira utilizar o apt-get, ficaria assim o comando: sudo apt-get install rails

Testando

Crie uma pasta em um diretório de sua escolha. Eu criei o diretório aplicacoesRails em /home/sergio.

Comando para entrar no diretório: cd /home/sergio

Comando para criar um novo diretório: mkdir aplicacoesRails

Depois de criarmos o diretório, digite os seguintes comandos:

1) rails /home/sergio/aplicacoesRails
2) cd /home/sergio/aplicacoesRails
3) ruby script/server

Vá para o diretório criado e perceba que uma hierarquia de diretórios foi criada.

Finalizando

Abra seu browser favorito e digite a URL: http://127.0.0.1:3000/

Se tudo correu bem, a seguinte página será exibida:

Até a próxima!


The Developer’s Conference 2008

Rails

Acontecerá nos dias 25 e 26 de julho (sexta e sábado) em São Paulo – SP no Centro Fecomércio de Eventos um dos maiores eventos Java do país, intitulado de The Developer’s Conference.
O evento é voltado para desenvolvedores, arquitetos e gestores, e contará com a presença de Ed Burns, que é um dos maiores especialistas de JavaServer Faces e Ajax do mundo, e de Reza Rahman membro do expert group de EBJ 3.1 e co-autor do livro “EJB3 in Action”.

Mais informações no site do evento.


Mini-Curso Globalcode

Aproveitando o fim de semana em SP, resolvi participar do mini-curso gratuito Desenvolvendo um aplicativo completo com JSF, Facelets, Hibernate, AJAX e Design-patterns, oferecido pela Globalcode.

Mini-cursos Gratuitos

Open4Education

Desenvolvendo um aplicativo completo com JSF, Facelets, Hibernate, AJAX e design-patterns

Durante este mini-curso iremos construir um aplicativo completo utilizando recursos de alta produtividade para atingir um excelente resultado em desenvolvimento Web. Utilizaremos as tecnologias JavaServer Faces, JPA com Hibernate, AJAX, e desenvolveremos uma arquitetura modelada com design-patterns e mecanismos avançados de segurança.

Onde? SÃO PAULO
Quando? 14/06/08 (sábado)
Horário: 9:30 – 12:30
Valor: gratuito

Matrícula online!!

Sintaxe da Linguagem Java e Orientação a Objetos

Este mini-curso apresentará um resumo de toda a sintaxe da linguagem (comentários, palavras reservadas, variáveis, operadores, condições, laços e arrays) e recursos de orientação a objetos da linguagem Java (classes, objetos, abstração, atributos, métodos, encapsulamento, sobrecarga, construtores e herança).

Onde? SÃO PAULO
Quando? 16/06/08 (segunda)
Horário: 18:30 – 21:30
Valor: gratuito

Matrícula online!!

Introdução ao Spring Framework

Este mini-curso apresenta as principais características do Spring Framework que o tornaram um dos frameworks mais controversos e populares no desenvolvimento de aplicações Java EE sem o uso de EJB.

Numa introdução concisa, os conceitos de inversão de controle, injeção de dependência, POJO e AOP são ilustrados através de exemplos no desenvolvimento de aplicações com Hibernate, JDBC, Struts e JSF integrados ao Spring.

Onde? SÃO PAULO
Quando? 18/06/08 (quarta)
Horário: 18:30 – 21:30
Valor: gratuito

Matrícula online!!

Introdução ao Desenvolvimento Web com Java

Apresentaremos todos os conceitos e terminologias básicas sobre desenvolvimento web e, em seguida, falaremos sobre JSPs e Servlets utilizando NetBeans e servidor Tomcat.

Além dos conceitos práticos de programação, demonstraremos conceitos de arquiteturas e modelagens de aplicativos Web com design-patterns.

Onde? CAMPINAS
Quando? 20/06/08 (sexta)
Horário: 18:30 – 21:30
Valor: gratuito

Matrícula online!!

-> Mais informações no site da empresa.

Bons estudos!


Livro RESTful Web Services

RESTful Web Services

Finalmente meu livro de REST chegou.
A dica para tal aquisição foi do colega Rafael Nunes.
Lí os primeiros capítulos, e estou muito ansioso para terminá-lo. Tenho certeza que vai me ajudar muito no desenvolvimento do meu trabalho de conclusão de curso.
A abordagem dos autores do livro é muito iteressante, pois cita exemplos reais em três linguagens diferentes: Java, Ruby e Python.
Assim que terminar a leitura, farei um post com mais detalhes.

Até o próximo post!


Instalando o Ruby no Ubuntu 8.04

Neste post vou explicar resumidamente como instalar o Ruby 1.86 no Ubuntu 8.04.

Para instalar o Ruby + interpretador de linha de comando + documentação + biblioteca MySQL:

sudo apt-get install ruby irb rdoc libdbd-mysql-ruby

Testando a instalação

Digite no console o comando: ruby -v
Deverá ser apresentada uma saída parecida com esta:

ruby 1.8.6 (2007-09-24 patchlevel 111) [i486-linux]

Pronto! Instalação bem sucedida!

Primeiro programa em Ruby

Primeira forma

1) Digite no console o comando irb
2) Digite o comando puts "Hello World!"
3) Mensagem impressa no vídeo:

Hello World

4) Para sair do interpretador, digite o comando exit

Segunda forma

1) Digite o no console o comando ruby -e ' puts "Hello World!" '
2) Mensagem impressa no vídeo:

Hello World

Terceira forma

1) Crie um arquivo com o nome de hello_world.rb, com o seguinte conteúdo:
puts "Hello World!"
2) Digite no console o comando ruby hello_world.rb
3) Mensagem impressa no vídeo:

Hello World

Prentendo criar em breve um post sobre o Rails e um pequeno sistema como exemplo.
Espero ter ajudado!


Instalando o Java 6 no Ubuntu 8.04

Java 6

Neste post vou explicar resumidamente como instalar o Java 6 no Ubuntu 8.04.

Instalação automática:

A maneira menos dolorida é usando o apt-get:
sudo apt-get install sun-java6-jdk
Feito isso, o comando para ver se o kit foi realmente instalado em sua máquina é:
java -version
Algum coisa do tipo será mostrada:

sergio@pc:~$ java -version
java version “1.6.0_06″
Java(TM) SE Runtime Environment (build 1.6.0_06-b02)
Java HotSpot(TM) Client VM (build 10.0-b22, mixed mode, sharing)

Instalação manual:

1) Baixar o arquivo no site da SUN.

2) Dar permissão para a execução do arquivo baixado: chmod +x jdk-6u6-linux-i586.bin

3) Executar o arquivo: ./jdk-6u6-linux-i586.bin

4) Editar o arquivo /etc/profile. Para isso, abra o arquivo com seu editor preferido, e cole no final do arquivo os comandos:

JAVA_HOME=/opt/jdk1.6.0_06
CLASSPATH=.:$JAVA_HOME/lib/tools.jar
PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH
export JAVA_HOME CLASSPATH PATH

Feito isso, reinicie a máquina e teste digitando no console o comando: java -version

Instalação do Plugin do Java 6 para o Firefox:

Depois de instalar o Java usando o apt-get ou manualmente, vou ensinar como criar um link para que o Firefox encontre o arquivo que dá o suporte Java para o browser:
ln -s /usr/lib/jvm/java-6-sun/jre/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.so /usr/lib/firefox/plugins/
Pronto.

Espero ter ajudado!


System.out.println(“Boas vindas!”);

Boas vindas

Olá a todos!

Criei o blog para escrever sobre assuntos que na minha opinião são úteis e interessantes. Não pretendo criar posts de comparação entre linguagens de programação ou assuntos relacionados. Criarei posts com exemplos práticos voltados às tarefas do dia-a-dia para ajudar os novos desenvolvedores. Espero com isso contribuir de alguma forma para a comunidade Java e outras relacionadas a ela.
Vamos lá!


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 26 outros seguidores